Ana Mafalda Castro

  < Voltar Atrás >

   
NOTAS BIOGRÁFICAS - BIOGRAPHICAL NOTES - Ana Mafalda Castro
  

Ana Mafalda Castro nasceu no Porto onde completou os seus estudos de piano. Entre 1983 e 1990, como bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian e da Secretaria de Estado da Cultura, estudou cravo na Holanda com os professores Glen Wilson, Jacques Ogg e Bob Van Asperen, participando em cursos de aperfeiçoamento com os cravistas Ketil Haugsand, Robert Wooley e Annelie de Mann. É professora e coordenadora do Curso de Música Antiga na ESMAE (Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Porto) e na Academia de Música Antiga de Lisboa.

Ana Mafalda Castro mantém uma intensa actividade artística quer a solo quer como acompanhadora, tendo tocado, entre outros com, Anner Bylsma, Andrew Manze, Marie Leonhardt e Ketil Haugsand nos mais importantes Festivais do país,  em Espanha, França, Irlanda, Suécia. Colaboradora regular das Orquestras Portuguesas, participou entre outras nas óperas Rinaldo de Haendel, Orfeu de Gluck, Venus e Adonis de John Blow, O Boticário de Haydn e Amor Industrioso de Sousa Carvalho ( estas últimas projectos do Estúdio de Ópera da Casa da Música do Porto), como cravista e correpetidora.

Integrada no projecto “Itinerâncias” do IPAE “8 Instrumentos, 8 Músicas”,  tocou em várias cidades do País tanto a solo como em conjuntos de câmara, destacando-se o Grupo de Música Antiga Foral do qual faz parte e é fundadora.

Em Outubro de 2002 estreou "Il ritorno", obra composta para si por António Pinho Vargas, uma encomenda do VI Festival  Internacional de Música de Mafra, tendo sido muito bem aceite pela crítica.

Em 2003 participou na Folles Journées em Nantes e na Musica-Musika em Bilbao num programa a solo e na Festa da Música em Lisboa, em várias formações, destacando-se os concertos com o pianista Pedro Burmester. 

Fundou o grupo Udite Amanti, especialmente dedicado a reportório de mulheres compositoras, que logo na sua estreia no VII Festival Internacional de Mafra foi muito bem acolhido pela crítica.

Gravou dois CD’s, um, a solo, "Música portuguesa para tecla dos séculos XVI e XVII" (EMI-Classics, com o apoio da Comissão dos Descobrimentos) e outro com a violoncelista Irene Lima e o contrabaixista Manuel Póvoa (Numérica), que mereceram excelente acolhimento da crítica. Fez ainda várias gravações para a Rádio e Televisão, destacando-se a sua participação em Estocolmo na homenagem a José Saramago  quando da entrega do Prémio Nobel da Literatura em 1998.

 

Cristina Fernandes ( Jornal Público) disse "…a cravista manteve um nível de energia ao longo de todo o concerto que nos prendeu da primeira à última nota" e reconheceu à cravista " uma inteligente compreensão das obras (…) e uma sensível e transbordante musicalidade".

 

   

Born in Oporto (Portugal) Ana Mafalda Castro studied piano and graduated at the Oporto Conservatory of Music.

From 1983 until 1990 she studied Harpsichord in Holland with Glen Wilson, Jacques Ogg e Bob Van Asperen, with scholarships from the Gulbenkian Foundation and the State Cultural Department. She has also participated in several workshops with Ketil Haugsand, Robert Wooley, Annelie de Mann. She teaches at ESMAE - Porto Music High School, where she also coordinates the Early Music Department.

Ana Mafalda Castro has an intensive activity appearing as a soloist as well as an accompanist, having played with Anner Bylsma, Andrew Manze, Marie Leonhardt and Ketil Haugsand in the most important Festivals in Portugal, Spain, France, Ireland and Sweden.

She plays regularly with the most important portuguese orquestras and participated in several operas such as Handel’s Rinaldo, Gluck’s Orfeo, Blow’s Venus and Adonis, Haydn’s Der Apotheker and Sousa Carvalho's Amor Industrioso, these last two in projects of Casa da Música in Oporto, as harpsichordist and co-repetitor.

She has recently played as a soloist throughout various towns in Portugal in a concert series "8 instruments, 8 pieces of music", organized by the music department of the Ministry of Culture.

In 2003 she played as a soloist in Nantes’ Folles Journées and Bilbao’s Musica-Musika and in diferent formations, including a duo with pianist Pedro Burmester in Lisbon’s Festa da Música.

She founded the group Udite Amanti, especially dedicated to women composers repertoire, having been highly acclaimed by the critics at their debut in the Mafra’s VII International Festival.

Ana Mafalda Castro has brought Portuguese music to France, Spain and Ireland having recorded a solo CD for EMI Classics under the sponsorship of the Commission of the Portuguese Discoveries and a trio CD with cellist Irene Lima and bassist Manuel Póvoa, also much acclaimed by the critics.

She has made radio and TV recordings in Portugal as well as in several foreign countries and was invited to play in Stockholm in 1998 when the portuguese writer José Saramago won the Nobel Prize for Literature.

 

Cristina Fernandes (portuguese music critic in Público daily paper) wrote ”.....the harpsichordist kept a level of energy throughout the concert gripping our attention until the last note” and aknowledged “ .... her inteligent understanding of the pieces (...) and overwhelmingly sensitive musicianship.

 
   
   
    e-mail